Sinpol-AP realiza a programação Novembro Azul com atendimentos de saúde

O Sindicato dos Policiais Civis do Amapá (Sinpol-AP) realizou na manhã da quarta-feira (27/11) na sede da entidade, a programação do Novembro Azul, do projeto Circuito Qualidade de vida que tem como temática: Homem que se cuida, não perde o melhor da vida.

O evento, promovido pelo sindicato contou com o apoio da Divisão de Atendimento Psicossocial da Policia Civil do Estado, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Faculdade Unopar e do Espaço Essência da Mulher, tem como objetivo incentivar a prevenção ao câncer de próstata, mostrando que é possível vencer a doença e ter uma vida normal. Também buscou fazer com que os homens se preocupem com sua saúde e o seu bem-estar.

A ação abordou o tema com leveza, apesar da sua seriedade, já que afeta a vida de milhares de pessoas ao redor do mundo. Os sindicalizados e familiares receberão atendimentos como aferição de pressão arterial, testes de glicemia, teste rápido de HIV, Sífilis e Hepatite, massoterapia, cadeira de massagem, aula de ioga, além de brindes surpresa.
De acordo com enfermeira e coordenadora da Ação em Saúde da Semsa, Conceição Chagas, essas campanhas são muito importantes para ajudar na prevenção, muitos tem receio de ir nas Unidades Básicas de Saúde, e só acabam procurando ajuda, quando estão em situação grave.

 


“A Semsa possui equipes qualificadas que se dividem, principalmente nos meses de outubro e novembro, devido as campanhas do Outubro Rosa e Novembro Azul, pois muitas instituições, empresas solicitam os serviços, o que nos deixa muito feliz, pois essas parcerias estão dando resultado, muitas pessoas acabam se cuidando, e orientam outras”, ressalta.

No resultado geral, muitos homens apresentaram glicemia alta, como o policial Fernando Amaral Queiroz, que nunca tinha feito teste de glicemia e apresentou preocupação com seu resultado. “Agora vou levar meu encaminhamento ao médico e cuidar da minha alimentação”, informou.

Para a chefe da Divisão de Atendimento Psicossocial da Policia Civil do Estado, Gedilma Motta é fundamental essas ações que trabalham para melhorar a qualidade de vida dos profissionais. “É um trabalho muito estressante do policial, trabalhamos a mente, corpo e alma deles, em nosso atendimento, tanto com psicólogos, assistentes sociais e massoterapia em nossa Divisão, busca sempre trazer um pouquinho para as atividades do sindicato”, destaca.
Os policiais e pensionistas receberam massagens, e participaram do tradicional Café da Manhã do Acolhimento de quarta-feira do Sinpol. Para a presidente Narcisa Ardasse, esse momento é de união e principalmente de atenção aos sindicalizados. “Encerramos nossa campanha com muito sucesso, ao longo do ano foram muitas atividades, serviços e trabalho, mas a saúde de nossos sindicalizados vem em primeiro lugar, precisamos deles saudáveis para exercerem plenamente sua profissão e também garantir uma boa vida aos nossos aposentados”, relatou.

Pérola Pedrosa
Asscom- SINPOL