DEPUTADOS TRAEM OS SERVIDORES E APOSENTADOS E APROVAM O AUMENTO DA ALÍQUOTA PREVIDENCIÁRIA PARA 14%

DEPUTADOS TRAEM OS SERVIDORES E APOSENTADOS

E APROVAM O AUMENTO DA ALÍQUOTA PREVIDENCIÁRIA PARA 14%

Apesar de o Art. 40 da EC 103 condicionar o cálculo atuarial como meio técnico legal de provar o déficit dos Estados para ajuste da alíquota previdenciária e o citado cálculo não ter sido apresentado para tal, no dia 29/09 a ALAP aprovou a famigerada proposta do governador Waldez Góes, com anuência da maioria dos parlamentares.


Lembremos que os deputados que aprovaram o aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14% nos afrontaram e demonstraram total descaso e insensibilidade para com TODOS os servidores públicos do Amapá, que amargam salários parcelados desde 2016, além do acúmulo de perdas salariais por falta de reposição inflacionária, em clara demonstração de total desprezo para com os servidores públicos.

 

Estamos em período eleitoral, portanto, alíquota de 14 % foi mais uma dose do 12 na veia, logo, por certo que as demais proposituras indecorosas do governador Waldez Góes para retirada dos poucos direitos que ainda nos restam não tardarão a serem votadas na ALAP, haja vista constarem no texto da Reforma da Previdência do GEA, que deverá ser colocada em pauta para votação daqui a 4 meses com grande probabilidade de aprovação, principalmente porque não será em período eleitoral.
Essa foi uma pequena amostra das terríveis batalhas que ainda enfrentarmos nessa guerra desigual.
Somos mais de 30 mil servidores públicos e temos a mais terrível e temida arma contra políticos traidores: nosso voto.
Não vote nem dê apoio a parente ou protegido de quem votou contra você.
Abaixo a relação dos deputados que nos viraram as costas, mas que em breve vão nos dar tapinhas nas mesmas costas pedindo voto.

Preparem-se para o combate!

” Prefiro ser um guerreiro num jardim que um jardineiro na guerra.”
Avante!!!

Macapá, 29 de setembro de 2020

Narcisa Ardasse Monteiro
Presidente do SINPOL/AP