NA SURDINA WALDEZ GÓES MANDA PROPOSTA PARA RETIRAR DIREITOS DOS SERVIDORES

SEM QUALQUER DEBATE, GEA ENCAMINHA PROJETO DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA PARA ALAP.

Proposta de mudança no regime previdenciário estadual não possibilitou a participação de nenhuma entidade sindical do Amapá.

Sem consulta ou qualquer debate com as entidades representativas dos trabalhadores, o Governo do Estado encaminhou, na última segunda-feira (10), à Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP) projeto de lei para alterar a legislação previdenciária estadual.

De acordo com o Governo do Estado, a proposta tem como principal argumento os problemas enfrentados pelo momento de pandemia que vivemos.

Entretanto, em nenhum momento, a reforma da previdência estadual foi discutida junto às entidades sindicais ou com os servidores, que também estão sendo severamente afetados pela pandemia do novo Coronavírus.

Com tamanho desrespeito aos direitos dos servidores públicos estaduais do Amapá, os sindicatos do estado exigem que tal reforma previdenciária não seja aprovada pela ALAP.

NENHUM DIREITO A MENOS.

MACAPÁ-AP 13 de agosto de 2020

Narcisa Ardasse Monteiro

Presidente do SINPOL